segunda-feira, 28 de abril de 2008

Pensem nas escovinhas!


Na propaganda da nova Colgate com limpador de língua vemos uma escova infantil “olhando” pra escova maior e dizendo “Quando crescer, quero ter um limpador de língua igual a você!”. A Dublagem com a voz infantil e o gestual que lembra o de uma criança faz criar simpatia pela figura.

Aí você pára e pensa: Escovas não crescem. Elas ficam velhas e as jogamos fora. Aquela escovinha não tem nenhum futuro a sua frente, daqui a uns 3 meses, 6 no máximo, ela será mais uma num lixão em algum lugar. Mesmo que seu dono piedoso a guarde de recordação ela nunca terá um limpador de língua, ou pelo menos nunca irá crescer!

Ou seja: Estão iludindo a pobre escovinha! E todo mundo ta vendo isso e ninguém faz nada! E quando ela descobrir? O que será dela?

Pobre escovinha lilás...

terça-feira, 22 de abril de 2008

Telemann



Flauta doce na veia!

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Conversas Bizarras

Enquanto isso, no café da manhã...

- Mas você tem que entender que estamos lidando com mundo ideal.

- Mas se o mundo ideal virar o mundo real, cara, o que que vai acontecer com o mundo ideal? Vai ser uma confusão, tudo vai entrar em colapso.

- Aff, coma o seu “ioRgute”.

- ¬¬

- Aaarrrlll

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Das antigas

Estou bem agora. Não era dengue afinal. Fiquem com um dos posts que fala de como me trato quando fico mal, mesmo do jeito que eu estava.

19/06/2007 21:58

Gostaria mesmo de não estar com essa dor de cabeça irritante.

Hoje resolvi que vou tomar chá de alho!
Minha avó ficou horrorizada (foge de alho feito vampiro). Mal do jeito que estava, pedi para que ela fosse comprar alho pra mim (já que
aqui em casa é proibido ter alho).
- Comprar alho!?
- É vó... Você sabe que é bom.
- Eu sei... Mas comprar alho!?
- Por favor, eu mal me agüento.
- Mas aonde eu vou comprar alho?
- ¬¬
- Ta... Eu vou, mas você faz o chá.

domingo, 13 de abril de 2008

Dengue


É... acho que sou mais uma dos 2000 casos diários registrados.
Só fui me dar conta disso agora, por conta da dengue mixuruca que eu peguei. Uma amiga minha disse que todos os outros mosquitos devem zoar esse que me picou, que ele deve ser mó looser. :P
Mas a culpa não foi só da dor que era suportável (ao contrário do que descrevem), foi tb da minha negligência em medir minha temperatura. Agora medi e deu 38,2 quando imaginei que seriam míseros 37,2, é bem provável que eu tenha tido febre alta sem me dar conta.
Agora apareceram as manchas (6 dias depois). De qualquer forma, esto u bem. Pena que essa descoberta arruinou a minha saída fotográfica ao Jardim Botânico. Se tivesse me dado conta das manchas apenas 2 horas mais tarde... :P